Os Filhos do Dragão | EdgeCompany | Edgelomography Fisheye |

Festa

Festa - O "Magriço" das Antas
21de Julho de 1939 - Santo Tirso

Posição: Defesa Central
Internacionalizações: 19
Clubes Representados: Tirsense ; F.C.Porto

O único elemento do F.C.Porto que participou na fase final do Campeonato do Mundo de 1966 foi o defesa Festa. O grande momento mda sua carreira foi também o ponto final da sua passagem pela Selecção Nacional. No princípio dos anos 60 o F.C.Porto tinha um problema para resolver: arranjar um substituto para Virgílio Mendes, o "Leão de Génova" que realizara 17 épocas no clube. A aposta foi num jovem que pontificava no Tirsense, de nome Festa.

Rapidamente se provou que o posto de defesa direito estava de novo bem preenchido. Festa tornou-se internacional em 1963 e manteve uma presença constante na Selecção, apesar do grande valor patenteado por todos os elementos do sector defensivo do Sporting. Apesar do melhor que o F.C.Porto obteve durante a permanência de Festa no clube ter sido um segundo posto no Campeonato Nacional, este jogador revelou que tinha dimensão para estar entre os melhores. Assim o consideraram os responsáveis pela Selecção Nacional na campanha de qualificação para o Campeonato do Mundo de 1966, utilizando-o em cinco dos seis jogos dessa fase. Durante a fase final do Inglaterra 66 Festa começou por não ser escolhido para o primeiro jogo, mas veio a ser utilizado no segundo, perante a Bulgária, nas meias-finais com a Inglaterra, e na partida que atribuiu o terceiro posto perante a União Sovietica. Em conclusão, alternou no posto com o Sportinguista Morais, realizando cada um o mesmo número de encontros. Com a União Sovietica tinha totalizado a 19ª Internacionalização. Estaria longe de imaginar que seria a última, pois estava no auge da carreira e contava com 26 anos. Uma lesão na época seguinte retirou-o durante um largo período dos campos e nunca mais voltou à grande forma que o transformou em "Magriço".
















4

















0 comentários:

Enviar um comentário