Os Filhos do Dragão | EdgeCompany | Edgelomography Fisheye |

Correia Dias


Manuel Belo Correia Dias
24 de Março de 1919 - OVAR

Jogou de 41-42 a 48-49 e em 114 jogos, marcou 110 golos

Se houvese um título para o exemplo do amadorismo e amor à camisola, Correia Dias estaria seguramente entre os eleitos.

Foi um dos melhores e mais carismáticos artilheiros do F.C.Porto. Fez dupla com Araújo e também ele está ligado a história do famoso jogo com o Arsenal. Araújo marcou um golo, Correia Dias marcou dois.

Mas não só por isso, este avançado pesava 113 quilos e mesmo assim conseguiu ser o melhor marcador do Campeonato Nacional de 41/42, com 36 golos em 22 jogos.

Deu também uma lição de amor à camisola e amadorismo quando o clube solicitou que regressasse porque precisava de um avançado. Por motivos pessoais Correia Dias tinha abandonado o futebol, mas foi de novo chamado para dar uma ajuda. Aceitou desde que não recebesse salário, mas a Direcção do clube disse-lhe que não podia ser assim. Todos eram profissionais e recebiam, ele também tinha de receber. Depois de muita discussão, Correia Dias (que dizia não precisar do dinheiro e por isso não podia servir o seu clube do coração a troco de um salário) acabou mesmo por aceitar "em nome da disciplina e das obrigações". Ou seja, fazia tudo pelo clube, e se para jogar era obrigado a receber, não teve outro remédio. Nesse ano, 1948, era treinador da equipa um argentino de nome Eládio Vascheto, que conseguiu dois feitos. Aplicou um treino rigoroso e uma dieta a Correia Dias que o fez perder sete quilos e abandonou em Dezembro, sem dizer nada, desaparecendo da cidade quando o F.C.Porto liderava o campeonato com cinco pontos de vantagem sobre o Benfica que acabaria por ser campeão nacional.

Correia Dias fica como um goleador temido e um exemplo de dedicação.























































OVARENSE


2 comentários:

At 03 setembro, 2011 Sérgio Rego said...

Não fosse ele meu Tio-Avô :P

 
At 03 setembro, 2011 Sérgio Rego said...

Não fosse ele meu Tio-Avô :)

 

Enviar um comentário