Os Filhos do Dragão | EdgeCompany | Edgelomography Fisheye |

Campeonato de Portugal 31/32

Final disputada em Coimbra - F.C.Porto 2 - Belenenses 1



Mais uma finalíssima, duas semanas após a final, que também tinha sido disputada no Campo do Arnado, em Coimbra, e que terminara com uma igualdade a quatro golos. O árbitro espanhol Mélcon dirigiu os dois encontros. Naquele que decidiu o título estiveram presentes cerca de 25 mil espectadores!

Dois golos no primeiro tempo, Pinga pôs o F.C.Porto em vantagem, na marcação de uma grande penalidade a punir "mão na bola" de César, e Bernardo Soares empatou com um remate forte e colocado. O golo do triunfo azul e branco nasceu num pontapé de Avelino Martins a aliviar a defesa, em que a bola foi parar aos pés de Álvaro Pereira, este serviu Valdemar Mota, que meteu o esférico em Pinga, que depois colocou em Carlos Mesquita, que desmarcado efectuou um cruzamento notável para o seu irmão Acácio, que com a sua grandiosa habilidade, através de um ligeiro toque, introduziu a bola na baliza de Miranda. Um golo do F.C.Porto numa jogada da defesa ao ataque sem que os belenenses tivessem tocado na bola.

Os portistas foram recebidos apoteoticamente na sua cidade, com uma enorme concentração de populares nas proximidades da Estação de S.Bento.









































































0 comentários:

Enviar um comentário