Os Filhos do Dragão | EdgeCompany | Edgelomography Fisheye |

Monteiro da Costa



Monteiro da Costa - "Pau para toda a obra"
24 de Agosto de 1929
Posição: Avançado
Internacionalizações: 4
Clubes Representados: F.C.Porto

CAMPEÃO NACIONAL 55-56 58-59
TAÇA DE PORTUGAL 55-56 57-58


Com os mesmos apelidos do homem que mais importância teve na fundação do F.C.Porto, Monteiro da Costa foi durante 13 épocas de uma utilidade extrema ao clube, tendo jogado em todas as posições com excepção da de guarda-redes. Monteiro da Costa ingressou no F.C.Porto em 1949 e começou a destacar-se como avançado. Eram tempos do falso amadorismo, e o jogador, que esteve para seguir a carreira eclesiástica, foi colocado como funcionário municipal.


Continuou no clube durante toda a década de 50, mas foi com o decorrer dos anos descaindo no terreno passando primeiro a médio de marcação, e depois a defesa central. Era um jogador corajoso, sem medo de qualquer adversário, fosse ele quem fosse. Um dia agrediu o célebre Coluna, e foi por isso expulso. O "capitão" do Benfica tinha-o provocado durante grande parte do desafio.



Esteve presente na inauguração do Estádio das Antas, e ainda nos dois títulos dessa fase, bem como na final da Taça de Portugal de 1956 que o F.C.Porto venceu. Durante a sua longa carreira alcançou quatro internacionalizações, todas elas espaçadas no tempo. A primeira foi em 1952, a segunda no ano seguinte. Voltou à selecção em 1955, e despediu-se em 1957. Abandonou o clube em 1962, com 270 jogos no Campeonato, e 72 golos.






























































0 comentários:

Enviar um comentário